Entrevista à TV Band

Na última sexta feira (5/2/2016) o Economista Benito Salomão participou de uma matéria da TV Bandeirantes sobre a realocação da bandeira tarifária da energia elétrica anunciada recentemente pela Aneel e seus impactos sobre o consumidor.

 
Na opinião de Salomão, a medida não passa de mais um truque heterodoxo do governo Dilma Rousseff no intuito de combater a inflação elevada com mecanismos não monetários e esta medida se significar algum alívio no bolso do consumidor, será apenas no curtíssimo prazo.

 
Segundo o economista, a medida anunciada pelo governo é prematura, uma vez que não há fundamentos econômicos sólidos para a redução de preços vinculada à melhora do nível dos reservatórios e do desligamento temporário das térmicas, há três razões para tanto:

 
1° Em Minas Gerais houve em simultâneo à decisão da Aneel uma elevação do ICMS sobre o consumo de energia elétrica de 18 para 25%, o que traz impactos negativos sobre o preço final da conta.

 
2° O Setor acumulou nos anos de populismo tarifário um passivo de R$30 bilhões causando um estrangulamento de caixa em várias distribuidoras e que deve ser repassado ao consumidor no horizonte futuro de tempo.

 
3° A melhora do nível dos reservatórios não se deu devido à ampliação da oferta de energia elétrica, houve sim uma combinação de fatores climáticos favoráveis que não se pode prever que se repitam com uma expressiva queda no consumo de 2,9% puxada principalmente pelo setor industrial afetado pela recessão em curso.
Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*

Translate »