Com Amoedo na disputa, chances de Bolsonaro se reduzem

A menos de um ano para as eleições de 2018, o cenário político brasileiro permanece turvo. Se por um lado, o PSDB parece caminhar para uma decisão unânime em torno da candidatura do Governador Geraldo Alckmin (SP). Por outro, a candidatura do ex presidente Lula (PT), segue ameaçada devido aos seus problemas na justiça, mas se ele conseguir protelar suas pendências judiciais, trata-se do nome majoritário capaz de unificar o projeto de esquerda das eleições. Se isto acontecer, a polarização PSDB x PT no segundo turno deverá ser inevitável.

A penumbra que paira sobre as eleições do ano que vem, no entanto, vão muito além das incertezas quanto a participação do ex presidente Lula. Trata-se da sobreposição de formas que vão se fragmentar em torno de candidaturas de 3ª via. Até aqui, temos alguns nomes postos e algumas incógnitas quanto aos nomes que devem cortejar o eleitor a partir de julho de 2018. O Senador Alvaro Dias (Podemos PR) se coloca como pré candidato em defesa dos valores morais e éticos no exercício de funções públicas. A ex senadora Marina Silva (REDE AC) também se coloca como alternativa, portadora de um denso discurso ambiental, ela se cerca de alguns dos melhores economistas do país em busca de um programa de governo factível. Tem-se ainda o ex ministro Ciro Gomes (PDT CE), caracterizado pelo excessivo teor polêmico de suas afirmações, Ciro vai disputar com Lula (PT) o eleitor de esquerda destas eleições.

O nome da moda, pelo menos até aqui, é o do Deputado Jair Bolsonaro (PSC RJ), novidade em eleições nacionais, ganhou notoriedade ancorado em um discurso moral ultra conservador, e sua campanha ganhou musculatura ancorada em dois fatores: 1º no teor de seus ataques ao PT, e aos ex presidentes Lula e Dilma e, 2º na facilidade com o qual o deputado se posiciona quanto a uma das principais angústias nacionais, a segurança pública. Dono de uma personalidade forte, no entanto, o referido deputado tenderá a diminuir seu protagonismo a partir do momento que outra novidade se lança no cenário político como provável candidato na eleição próxima.

Trata-se de João Dionísio Amoedo (NOVO RJ), engenheiro, executivo de sucesso, membro da Casa das Garças (centro de pesquisa em economia composta pelos economistas do PSDB), idealizador e fundador do Partido NOVO, cujas bandeiras são assumidamente liberais em questões econômicas. Se por um lado, e até pela origem, o novo busca ganhar parte do voto ideológico do PSDB (perdido em confusões e disputas internas e desgastado pelo cansaço geral que abate a classe e os partidos políticos tradicionais), por outro lado é em cima da decadência da candidatura de Bolsonaro que a candidatura de Amoedo deve crescer.

Bolsonaro e Amoedo vão disputar a partir de agora o mesmo eleitor, é possível estilizar este eleitor ainda que na ausência de pesquisas qualitativas a respeito. Bolsonaro cresceu até aqui, graças a simpatia de um público jovem, mormente masculino, que não cogita em nenhuma hipótese votar em um candidato de tendência à esquerda e que rejeita o establishment político de então e que, principalmente, faz ativismo político em redes sociais. Trata-se também do mesmo eleitor do prefeito João Dória (PSDB SP) na capital. Se Bolsonaro cresceu até aqui graças aos dois fatores supracitados, ele cometeu um pecado grave que irá arruinar sua candidatura nos meses seguintes, e que é um ponto forte da candidatura de Amoedo, principalmente depois da ida do Economista Gustavo Franco para o NOVO, natural formulador de um programa de governo da candidatura nascente.

Bolsonaro não apenas não entende de economia, como também toma surra no assunto, não são poucos os episódios do deputado ganhando esculachos de jornalistas, por não ser capaz de se posicionar sobre temas contemporâneos da maior gravidade. Ele será cobrado por isto, suas ideias sobre o tema são vagas sobre um tema que ditará o discurso da eleição. Amoedo por outro lado entende do assunto, é bem assessorado e não deverá se meter em “polêmicas burras” do tipo: “porte de armas”, “aborto”, “legalização das drogas” e etc…, em outras palavras, com Amoedo na disputa, este eleitor de direita, conectado às redes sociais, terá a opção de escolher entre um e outro, os atuais 16% de Bolsonaro deverão se dividir entre as duas candidaturas, e o deputado deverá cair na mesma proporção que o executivo for capaz de crescer.

Amoedo deve também tirar um pouco de votos do PSDB, mas não muitos, em grande medida os tucanos já perderam seu eleitor ideológico, que só volta a ser tucano nos segundos turnos quando o partido é a única alternativa à esquerda e ao PT. O partido aposta muito mais num eleitor pragmático, avesso a aventuras e a populismos, a campanha do PSDB vai buscar o eleitor mediano, enquanto as candidaturas de Bolsonaro e Amoedo, buscam delimitar o seu espaço junto ao eleitor não apenas assumidamente de direita, mas também avesso a tudo que é de esquerda. Independente do resultado, a exemplo de 1989, as eleições de 2018 será um pleito interessante, que de certa forma deve começar a formar a nova geração de líderes no Brasil.

Compartilhe

23 Comentários

  • Antonio Carvalho

    Hahahahahaha, depois de descobrir que o ilustre Amoedo vai concorrer vou ate trocar meu voto, pode confiar…

  • José Carlos Mota

    Não se enganem, esse Amoedo é mais um que vai se ajoelhar perante o Congresso Corrupto Nacional e fazer suas vontades. Já estamos cansados de políticos assim, preciso de um que enfrente com rispidez esse problema de corrupção e segurança pública, Amoedo é empresário e vai olha para o seu lado, Bolsonaro vai olha para o povo e seu bem estar!!!

  • jorge escobar perez

    Obviamente que Bolsonaro esta muito longe de ser o candidato “exemplar” ao governo federal, mas neste fatidico momento aonde PSDB. engrossa as fileiras dos maiores descalabros da pseudo politica apresentar o sr. Amoedo como estrela ascendente que surge de um partido politico extremamente denegrido pelas atitudes recentes, e alias participante de grupo de pseudo proeminentes, focados na economia liberal e de objetivo claro com referencia a outras assuntos já tachados de sem importancia, deixa claro a falta capacidade para gerir este gigante chamado Brasil

  • jorge escobar perez

    O fato de Amoedo ser integrante do “grupo das garças” em nada o abilita como candidato mor a o cargo.

  • Sidnei Victor Figueiredo

    Matéria paga! Ninguém sabe nem nunca ouviu falar desse AMOEBA!

  • Adriano Freitas

    Quem é esse Amoedo na fila do pão? Onde vive? O que ele come? Me ajudem por favor

  • Maria Cristina de Oliveira

    O Brasil precisa de um presidente com excelência na gestão empresarial, não há mais espaço para erros. Não podemos deixar o Brasil, uma potência, em mãos de pessoas sem experiência de administração, de gestão, conhecimento econômico. Precisamos de um presidente que seja também uma pessoa admirável, competente. Com estas qualidades todas, encontramos no perfil de João Amoêdo.
    Eu não aguento mais ver a maioria dos políticos sendo corruptos, ou seja, a corrupção virou uma atitude comum entre os parlamentares que ficam protegidos pelo foro privilegiado e perpetuando-se no poder.
    O Brasil precisa inovar! Vamos mudar em 2018! Quem sabe assim os velhos políticos não se esforcem para realmente trabalhar pelo povo. Eu gosto de Jair Bolsonaro, mas entre ele e o João Amoêdo, eu fico com Amoêdo.

  • Humberto Rodrigues

    Amoedo representa a renovação política com coerência! Chega de populistas, salvadores da pátria e dessa velha política corrupta! Que venha o NOVO!

  • Roberto Paiva

    Sem duvida nenhuma vejo no João Amoedo o mais bem preparado candidato a Presidente do brasil , costumo dizer De ao João Amoedo 30 segundos de mídia e ele conquista 1000, com certeza vai chegar ao 2o Turno

  • Francisco Eduardo Neves Novellino

    João Amoedo não é um “salvador da Pátria”, mas sim o melhor representante de um projeto político consistente e duradouro para o Brasil – o Partido NOVO.

  • Divaldo Ceresini

    O NOVO é uma excelente opção para conseguirmos nos libertar da classe política atual.

  • Elisa Oliveira

    Partido Novo= Partido dos Banqueiros= Tropa de ordinários, só muda os endereços porque a merda será a mesma senão pior!

  • Marie Simone Sandy

    O NOVO e contra o estatuto do desarmamento, está nos valores do partido, portanto não há nenhuma polêmica burrra quanto a esse tema. Direito de defesa da própria vida é um direito fundamental.

  • LUIS LUZ

    Bem se todo mundo fosse como eu, um ex-eleitor do PSDB, cansado com a cara de pau dos caciques FHC, Serra, Alckmin e com a falta de caráter do Aécio, ficaria barbada. NOVO30 e Amoêdo na cabeça.

  • Rafael Maia

    O partido novo tem idéias boas, não posso negar. Mas deixar de votar em um cara que está há quase 30 anos dentro do congresso para votar em um candidato que não temos certeza do seu trajeto é meio complicado. Jair Bolsonaro merece uma chance sim.

  • José de Arimatéa Brito Araujo

    Bobagem

  • Waldyr Brenneisen

    Matéria claramente encomendada!!! Que fique claro: eleitor de BOLSONARO não muda o seu voto!!! Melhor JAIR se acostumando!!! E mais, dizer que esse Sr. Amoedo, vai retirar votos do MITO, é SUBESTIMAR a nossa inteligência!!! BOlsonaro vem aí!!! Não tem pra ninguém!!!

  • Paulo Roberto de Oliveira

    Respeitando a pessoa, onde João Amoedo ja foi vereador?

  • Francis A C

    Análise própria de quem não conhece minimamente o eleitor brasileiro. O colunista deve ter as solas de sapatos mais limpas do Brasil.

  • Maria Cristina de Oliveira

    De acordo com dados da Receita Federal, entre 2014 e 2016 foram entregues 55.402 Declarações de Saída Definitiva do País, um crescimento de 81,61% . O João Amoêdo poderia ter ido embora do país, mas atitude dele foi diferente, ele ficou e agiu para mudarmos o BRASIL. Com 181 brasileiros de 35 profissões diferentes, fundaram o partido NOVO. João Amoêdo trouxe para o Brasil uma nova forma de fazer política. O NOVO é realmente o único partido novo, de nova ideologia, que tem uma equipe bem estruturada de brasileiros em que a maioria teve sucesso profissional e resolveu unir forças para mudar o Brasil. João Amoêdo é uma pessoa humilde e não teria problemas em ser vereador, agora, sinceramente, ele é tão competente e o país precisa de um gestor competente que o perfil dele se encaixa para candidato a presidência.

  • Greice Dal Ri Traesel

    Deixa eu ver se entendi!!Amoedo?Quem é essa criatura?Onde vive?O que come?Onde trabalha?Próxima sexta-feira no globo repórter por favor!!Os pilantras estão de borrando do Bolsonaro!!Único candidato digno no momento!!O povo ainda tem medo da verdade!!Mas essa consciência corrupta há de ser amenizada!!Bolsonaro 2018!!!

  • Fagner Herbert

    Vie alguns falarem sobre quem é Amoedo, se já foi pelo menos um vereador e etc. Que exemplo temos de representação de nosso politicos, sei e conheço muito bem que tem sim são filhos de velhos politicos que se formaram através do suor dos brasileiros onde muitos destes são corruptos e se gloriaram dos cargos publicos e sustentaram e erriqueceram do dinheiro publico e hj estas raposas estão saído de alguns senarios politicos e colocando seus filhos, netos, genros e até cunhados pra continuarem com suas estruturas de poder através do dinheiro público, acorda brasileiros tdos os dias pedimos mudanças e agora que surje um nome diferente no nosso cenário politico, deparamos com tantas oposições, são validas mais só acho que em continuar com este modelo atual politico prefiro apostar no novo em um cara com experiência positiva de alcançar resultados no mercado privado prq ñ levar este conhecimento pra gestão publica.

  • Debora Finamor

    Bora Amoedo !!!
    O que adianta o Bolsonaro ter experiência, ter 27 anos de política e ter 3 projetos Aprovados ? Acho que foi tempo suficiente pra mostrar do que é “capaz” ! Só vejo ódio nesse cara e não vejo razões plausíveis pra votar em alguém homofóbico (indiscutível) e Machista (indiscutível)! Essa pessoa não me representa !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*

Translate »